PerguntasFrequentes

Basta acessar controlcred.com.br e selecionar a opção “Cadastre-se grátis”. Você preenche com seus dados pessoais, cria sua senha de acesso e pronto! Você já pode consultar as informações sobre os seus dados.
Clique no botão azul de “Login”, vá para a tela de acesso e selecione a opção “Esqueci minha senha".
Acesse o portal controlCred.com.br e veja a autenticidade do comunicado que recebeu na tela inicial do site inserindo o número do comunicado e do seu CPF/CNPJ. Depois disso, se quiser ver sua situação completa no controlCred, faça seu cadastro no site e veja todas as dívidas não pagas em seu nome, caso tenha alguma.
Entre em contato com a empresa que inseriu a dívida não paga em seu nome no serviço de proteção ao crédito controlCred para negociar o débito ou contestar a dívida, caso você ache que ela não está correta. Os contatos da empresa estão disponíveis no e-mail, SMS ou carta que enviamos a você ou no nosso portal (controlcred.com.br).
Para consultar o status de algum chamado, acesse o nosso portal, entre ou cadastre seu nome de usuário e senha, e selecione a opção "Minhas solicitações". Nesta tela você encontrará todos os detalhes das suas solicitações.
Você deve se cadastrar ou entrar na área interna do portal com seu nome de usuário e senha, acessar a opção "Alterar dados cadastrais" e alterar o dado que precisar.
O cadastro positivo é uma evolução da análise de crédito. Ele leva em consideração todos os compromissos financeiros de uma pessoa e não apenas as informações de quando não pagou uma dívida. O objetivo é ter uma visão mais ampla da saúde financeira dos consumidores.
A avaliação do perfil de crédito do consumidor será feita de maneira individual, mais completa, transparente e justa. Todos os compromissos financeiros passam a ser levados em consideração na análise, e não apenas eventuais atrasos ou esquecimentos. Para as empresas que ofertam crédito, há uma visão mais clara e ampla da saúde financeira do consumidor. Para os consumidores, será possível entender quais fatores favorecem ou atrapalham na aprovação de crédito
A comunicação eletrônica é mais ágil e efetiva. Hoje, estamos conectados o tempo todo. Somos um novo serviço de proteção ao crédito que quer trazer mais eficiência e conforto ao mercado. Você também pode acessar suas dívidas não pagas inscritas no controlCred (se for o caso) através do portal controlcred.com.br quantas vezes quiser. É grátis!
Toda vez que uma dívida não paga é enviada a um serviço de proteção ao crédito, temos o dever de comunicar o consumidor por escrito. Você recebeu um comunicado do controlCred porque a dívida não paga que está em seu nome foi enviada para nós.
Provavelmente, seus dados de contato como endereço, e-mail e telefone estavam desatualizados na empresa que está com a dívida não paga em seu nome. Quem possui essas informações é ela. Para atualizar seus dados cadastrais, favor entrar em contato diretamente com a empresa.
Acesse o portal controlcred.com.br e faça o seu cadastro. Lá, você vai encontrar todos os detalhes sobre as dívidas não pagas em seu nome que estão no controlCred e terá uma visão completa da sua situação.
Só é possível contestar uma dívida não paga através do nosso portal. Acesse controlcred.com.br, realize o seu cadastro e entre na opção "Contestação" do menu. Selecione a dívida e preencha os campos solicitados.
É só acessar nosso portal (controlcred.com.br), selecionar a opção "Central de ajuda" e depois selecionar "Solicitar ajuda".
O prazo de resposta para uma contestação é de 10 dias úteis. Você pode acompanhar o andamento da sua contestação pelo portal controlCred.com.br
Uma dívida não paga fica visível no controlCred por até 5 anos ou até o momento em que o consumidor quita a dívida ou faz um acordo de renegociação para pagá-la.
Não. Os protestos de títulos são realizados diretamente pelos Cartórios e não constam no controlCred
Sim. É possível que uma dívida não paga seja enviada para um serviço de proteção ao crédito e não seja enviada para a outro. Existem casos em que a informação está disponível em todos os serviços de proteção ao crédito. Quem decide isso é a empresa que tem a dívida não paga, de acordo com sua estratégia de cobrança.